sexta-feira, 17 de abril de 2015

Pixel

O Pixel eu encontrei andando próximo ao petshop aonde costumo comprar sementes, quando notei que tinha uma asa caída, logo fui atrás dela e o resgatei.


Ele tem uma asa quebrada, sendo que tem uma parte do osso da asa exposto, no entanto estava cicatrizada. Acredito que ela foi resgatada por alguém e por achar que ela estava 'bem' a soltou logo após. De qualquer forma ela vive aqui em casa, quase sempre escondida e com comportamento antissocial, talvez para compensar a perda da asa.



De início pensamos que fosse uma fêmea, mas com o tempo ele foi se abrindo e percebemos que o comportamento é de um macho. A primeira foto foi feita logo no dia que ele chegou; já as últimas foram feitas há alguns dias atrás.

3 comentários:

  1. Bem haja pelo seu trabalho a cuidar dos pombos feridos. Eu faço o mesmo. Por aqui, aparecem muitos pombos com as patas amarradas. Cuido deles e quando se encontram bem e pedem liberdade deixo-os ir, Por vezes há um reencontro o que me deixa muito feliz. Infelizmente nem toda a gente pensa como nos e têm prazer em fazer-lhes mal. Desconfio que o facto de aparecerem tantos com as patas amarradas seja pura maldade dos humanos. Foi bom saber que se preocupa com estas aves, pois poderemos trocar impressões sobre o tratamento das mesmas. Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, um deles, o Capitão foi solto e resolveu morar aqui uns dias depois. Outros com o tempo vão indo e às vezes voltam.

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir